sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Qual a sua sorte?


Em viagem a trabalho de carro essa semana, passamos, eu e uma colega da empresa, em frente a um acampamento de ciganos. Eu achei graça da cena – aquele monte de barracas com roupas
coloridas estendidas nos varais improvisados – e disse que não via aquilo há anos. Ela me contou uma história muito divertida de quando era criança e estava indo à padaria, mas uma cigana a interpelou no meio do caminho e fez previsões catastróficas ao ler a mão dela. Ela me disse que, muito assustada com as tragédias previstas, acabou entregando o dinheiro do pão para que o “feitiço” fosse desfeito. Sorte que a mãe dela riu da história quando ela chegou em casa de mãos vazias – mas com o futuro salvo.

Eu sou uma pessoa cética, que nunca foi a Cartomantes, Astrólogas e Quiromantes, porque eu não acredito que alguém tenha o poder de prever o futuro ou alterar o destino de outras pessoas. Acho muita graça quando leio panfletos oferecendo a clássica: “trago a pessoa amada em 3 dias”. Três é a média, né? A pessoa naquela urgência de amor não tem tempo de ficar esperando muito mesmo...

Ah, seria tão fácil se uma bruxaria pudesse resolver nossos problemas! Chefe mala te perturbando? Faça um bonequinho vodu, espete nele uns 5 alfinetes e pronto! Manso feito um gatinho! Tá sobrando dia e faltando dinheiro no fim do mês? Coloque 5 moedas em um pires, acenda uma vela verde e pronto! Salário triplicado no próximo contracheque. Aquela gata linda do seu trabalho não te dá mole, apesar das insistentes investidas? Roube uma caneta mordida do porta-lápis dela, espete em uma calcinha usada ainda quente do corpo e enterre no jardim – paixão garantida em uma semana!

Acho que essas mandingas fazem tanto sucesso porque muitas vezes queremos uma solução fácil para nossos problemas, ao invés de criarmos coragem para enfrentá-los – ou nos conformarmos que alguns deles simplesmente não têm solução. Analisar situações, tomar decisões e assumir as responsabilidades pelas conseqüências é mesmo tarefa difícil. Mais cômodo entregar o destino nas mãos de outra pessoa e deixar que ela leve a culpa caso algo dê errado...

Leitoras, vocês acreditam em previsões? Consultam Tarólogas e afins? E qual tem sido o resultado para vocês?

8 comentários:

Pensando disse...

Sou quase uma pessoa cética se não fosse eu ler signos..mas nunca fiz mandinga, e nem acredito q. vá dar certo, talvez seja até por isso, em não acreditar.
Agora essa do lápis mordido na calcinha e enterrada no jardim foi show..kkk

Fernanda disse...

Não acredito muito nisso de predição do futuro não. Leio meu horóscopo e ainda assim não sei porque, meu signo nunca tem nada a ver comigo mesmo.

Mas se houvesse de fato quem tivesse tais poderes, gostaria muito de saber o que vem pela frente.

Beijos

As Beliscas disse...

Pra começar eu adoro um fazer meu mapa astral! rsrsrs. Não por adivinhação ou por querer saber o que vem a seguir, mas ha momentos na vida em que dá um conforto saber que há futuro, que coisas boas podem acontecer. Mas tudo muda dependendo das suas ações.

Não acredito em mandingas e sim em energia, a energia que oferecemos ao mundo e a que recebemos dele e das pessoas que nos cercam.

Além disso, um banho de sal grosso vez ou outra até faz bem... Movimenta sua energia, limpa! :)

Bjs,
Cames

Anônimo disse...

Já fui uma vez numa taróloga...olha, até que ela acertou algumas coisas sim, viu? Será coincidência? Não sei...só sei que ela disse na época, que em tal fase e tal idade é que eu iria me libertar, ser mais feliz, realizada...e foi mesmo!

Melissa

Dalyn disse...

Não consigo acreditar, hahaha

Uma Pulga em desesperO disse...

Já consultei. Resultado catastrófico... O problema é procurar soluções "fáceis" pra nossos medos. Acho que aprendi.

Bju!

Pettit disse...

Nao acredito em feitiços, nao acredito que alguem possa trazer meu amor em 3 dias. Acredito no astral, no espiritismo e sou umbandista (nao mato galo preto e nem vou a encruzilhada kkk) nao faz parte da doutrina da umbanda. E acredito no que a doutrina da minha reliagiao e casa diz: "O dom que lhe é dado gratuitamente nao deve ser cobrado de um irmão".
Por isso que nao confio em pessoas que cobram horrores para desfazer mandingas...
Beijos

Dalyn disse...

É Alice, o negócio é não se apaixonar.
Hahahaha