terça-feira, 29 de novembro de 2011

Carta a uma Rainha - VII

Querida Rainha,

Este fim de semana foi agitado na Cidade Maravilhosa, hein, caríssima? Fiquei sabendo que você se jogou no show da Ivetão! Sabia que você não ia deixar de prestigiar esse momento de apoteose de sua digníssima esposa.

- Beija na bochecha, amor, pra não gerar escândalo!

A imprensa, mais uma vez, tentou disfarçar o romance proibido de vocês com eufemismos, mas eu, que já conheço essa paixão de longa data (e outras cartas!) entendi tudo nas entrelinhas:

"Ivete Sangalo se apresentou na noite do último sábado (26) no HSBC Arena, no Rio de Janeiro. A plateia estava cheia de famosos e, entre eles, a amiga e apresentadora [esposa e eterno amor] Xuxa. O Furacão não deixou de agradecer pela presença da Rainha dos Baixinhos: 'Agradeço a presença dessa loirinha que todo mundo ama [eu amo], Xuxinha Meneguel. Você é uma amiga muito especial, [do tipo íntima que dorme na minha cama]'."

"(...) A Rainha dos Baixinhos, ficou o tempo todo nos bastidores, ao lado direito do palco e retribuiu os elogios da amiga [esposa] jogando beijos [apaixonados e fazendo coraçãozinho com as mãos]."

E você continua arrasando corações, hein, amiga? Achei tudow a Sheron Menezzes fazer um quase outing   e arregaçar na sapatonice com a declaração de amor para você depois do show. Ivetão que não deve ter gostado muito de ver essa foto em que você aproveita a chance e dá esse beijo safadinho de canto de boca na morena:

Adoro um cheiro de cravo, um sabor de canela!

Preciso dizer que adorei o visual sapatônico: camisa branca, cabelo Neymar meets Maria Gadú, celular na mão (como toda sapa que se preze), brinco de argola (the new alargador) e unhas curtas (nada de curetagem na Ivete, né?). Nota 10!

Beijos ternos, da amiga de sempre,

Alice

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Mochilas para meninas, mochilas para meninos

Daí que eu troquei de notebook. Passei de um 14" para um de 15,6" e precisei comprar uma mochila nova, porque aquele bezerro com LCD não cabia na antiga.

Em cada loja que eu entrava, ouvia a mesma pergunta: "Mochila feminina ou masculina?", ou sua variação, "É para você mesma?". Na primeira vez em que me perguntaram, entrei em pânico: será que se eu responder que é para mim vão vir com uma bolsa rosa??? Porque TUDO que é para mulher TEM QUE SER rosa, né? Medo!

Minha resposta era sempre a mesma: preciso de uma mochila que não seja muito cara e seja grande o bastante para uma máquina de quase 16". Em algumas lojas, os vendedores ficavam visivelmente constrangidos em me mostrar modelos mais sérios e robustos, tidos como "masculinos", como se fosse uma heresia uma mulher usar aquilo.

Em uma delas, eu quase surtei: ele veio com duas de nylon – uma vermelha, berrante, e uma cinza, florida. Além de eu não ser uma adolescente há muito tempo, eu ainda estava de camisa social e sapato quando entrei na loja, então era clara a finalidade da bolsa: trabalho. Não cabia uma mochila "de menina". Pedi outros modelos e ele veio com uma (pasme!) da Penélope Charmosa. Debochada que sou, tive que fazer o comentário irônico, né? "Acho não vai pegar muito bem eu chegar no trabalho de Penélope Charmosa..."

Na minha simplista concepção, notebook não tem sexo e onde carregá-lo deveria ser meramente questão de gosto e finalidade. Se você vai usá-lo em ambiente corporativo, deveria escolher algo mais sóbrio, enquanto um ambiente de faculdade ou viagens a lazer permitem algo mais colorido e descontraído (variações de gosto e bom senso inclusos). Eu não imaginei que o sexismo, tão freqüente em nosso dia-a-dia, se aplicasse até a algo tão improvável quanto comércio de bolsas. Quando é que finalmente vamos nos livrar desses conceitos bobocas de "isso aqui é pra menina, isso aqui é pra menino"?

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Beleza de axila

Há alguns meses, houve uma onda de anúncios de produtos para a perereca: sabonete íntimo, protetor de calcinha e coisas afins. A crista dessa onda foi alcançada com o lançamento do protetor diário de calcinha que neutralizava "possíveis odores naturais femininos". Eu achava, ingenuamente, que a indústria cosmética havia chegado ao cúmulo do ridículo ao querer nos convencer que cheiro de buceta é ruim. Mas em se tratando do mercado da beleza, não há mesmo limites para o absurdo...

Eis que agora eu vejo uma nova onda de produtos, mas para as axilas (femininas, é claro!). Primeiro vieram os desodorantes que evitariam o escurecimento causado pela depilação. Eu ficava me perguntando, Sério que alguém fica olhando debaixo do braço para ver se está branquinho? Isso realmente importa?

Agora, além de branca, sua axila também tem que ser brilhosa:

"Dove Beauty Finish Aerossol possui mica perolada, um mineral de beleza que realça o brilho natural da pele, melhorando sua aparência e ressaltando sua beleza".

Quando eu vi a propaganda pela primeira vez, caí na gargalhada. Ao pensar numa axila luminosa, juro que imaginei isso:


Depois que a crise de riso passou, fiquei pensando na seriedade do assunto. Até quando vão nos enfiar goela abaixo que nosso corpo é feio, sujo, cheira mal e precisa de conserto? E por que nós mulheres compramos todo esse conceito e consumimos tantas bobagens?

Eu fico me perguntando qual será o próximo alvo dos fabricantes... Cotovelos?
Já consigo imaginar a propaganda:

video