quarta-feira, 14 de abril de 2010

À la Ricky Martin


Pensei em estrear aqui no blog criando uma enquete que perguntaria o que as leitoras pensam quando percebem que uma mocinha "do trabalho" pode ser do babado. Minhas alternativas seriam: reparar no tamanho das unhas dela; se balança a cintura ou não quando caminha; se ela usa a pochete pra guardar o bom e velho Trim (o cortador de unhas) e a chave do caminhão; se ela canta Ana Carolina ou Isabela Taviani quando está no banheiro etc.

Sim, caras sapinhas, eu desconfiava de uma mocinha do meu trabalho. Achava que, não só ela era do babado como fazia outras babarem (dá-lhe Roberto Carlos!).

Eu olhava daqui e dali. Sorria um pouco mais do que o esperado de uma pessoa comum, de uma pessoa sensata, lógica e racional. Enfim, sorria feito uma boba.
Minha boca era só sorrisos até que fiquei sabendo que ela vai se casar! A notícia tem um glacê: vai se casar com um homem!

Gente, é o mesmo que falar que o Ricky Martin vai se casar com uma mulher.

Bizarro!

Fiquei embasbacada e comecei a rir feito uma louca.

Então, deixo aqui a pergunta, esperando os relatos das leitoras: essa situação já aconteceu com vocês antes?

20 comentários:

Alice disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
flor disse...

Ahuahauhauah
Alice, eu já disse que eu adoro os seus posts? Se eu nunca disse, digo agora: SEUS POSTS SÃO OS MELHORES RS.

Agora falando sobre ele, a minha reação foi:

Genteeeennn, então, lá onde eu trabalho tem muuuuita sapa meww - to entendendo o porque que fui contratada hahahaha - (eu sempre olho o tamanho das unhas primeiro que tudo, depois eu reparo no jeito de andar).

Conheço aquele tipo de pessoa que a gente tem certeza que é do babado e sabe que somos e enfim, não assumem de jeito nenhum, e ainda vem com o papo que namora "um cara" há anos ¬¬.

É o fim.
(Nossa, falei muito rs, aloca).
Beijoos

Gaby disse...

Querida, isso acontece comigo sempre! No final das contas a gente acaba, como vc disse, dando risada...mas no fundo dá uma raivinha, né? Of course...Queríamos mesmo é que a gata fosse do babado...! A última vez que aconteceu comigo foi na faculdade...uma gata X me mirava com olhares penetrantes (eu via muita maldade nisso) e sorria em minha direção "all the time"...eu, LÒGICO, retribuía...mas enfim, os dias se passaram e ela apareceu com anel no dedo, feliz e casada com um cara Y. So sad!

Mari disse...

aaaa já, uma garota do meu estágio não rebolava, tinha unhas curtinhas, não pintava, e não era nem um pouco feminina, podia ju-rar que era do babado, mas um dia conversando com ela, me diz que tem um namorado ... cada coisa '-'

marcia paula disse...

Senhorita Gray:

Pense assim: ela me traiu e mais: traiu toda a população batráquia, mas isso(essa coisa de casar com um homem)será passageiro, mais rápido do que a passagem da Portela na avenida. Numa manhã ensolarada ela vai acordar e dizer: foi um rio que passou na minha vida, depois ela irá ligar para você(se prepare) Chorando etc.Perdoe a moça, coitada, ela está confusa,confie no seu gaydar.

Priscila disse...

Nunca me aconteceu nada parecido. Mas sempre tem alguém no trabalho ou na faculdade que a gente acha q tem pinta e descobre que tem um namorado(a) do sexo oposto. É tenso!

»»Luh«« disse...

Pior que já... eu lá, toda empolgada (estava solteira na época!) e fiquei sabendo que a moça ia casar...

Que uó do borogodó!

Bjs...

Little_p disse...

kkkk...de fato noticias como esta chocam.
Já passei por algumas situações parecidas, uma delas quando eu fazia boxe e muay thay (calma que eu não sou agressiva...rs) e chegou uma aluna nova para fazer aula conosco (eu e mais duas meninas) e eu bati o olho nela e pensei "essa eh do babado" (linda ela por sinal...babei horrores...) e o professor para enturmar a menina me colocou para fazer dupla com ela, inclusive neste dia ele resolveu ensinar golpes de defesa pessoal, dai era um tal de joga a menina pra la e pra ca, ela subindo em cima de mim...eu surtando e no final da aula o prof chama a gente e nos apresenta a tal novata como namorada dele.
Nem preciso dizer que meu queixo caiu!No mais sempre que esbarro com ela, vejo uns olhares...como os que aconteciam na aula, ou seja, ela não me engana!rsrs.
abço
visita meu blog ai!!!rs
http://littlewords14.blogspot.com/

Alice disse...

flor, eu agradeço o elogio e fico envaidecida, mas este post específico é de autoria de Miss Gray, nossa nova colaboradora do blog. Os textos dela virão sempre em azul para vocês se situarem, da mesma forma que os da Rainha de Copas eram verdes. Espero que vocês se divirtam com o humor dela - que é deveras parecido com o nosso e um dos motivos para ter sido convidada a escrever aqui também.

flor disse...

Nossa, acabei não vendo isso, sorry. Mas saibam, todas as colaboradoras, o blog é mara e os posts são os melhores, como eu havia dito antes ^^

Beijo, girls

Kah R. disse...

Comigo aconteceu alguma coisa parecida: Eu tava fazendo um curso de informática e tinha uma monitora lá, que só andava de terninho estilo Ana Carolina, cabelo preso o tempo todo, sem um pingo de maquiagem, quando falava parecia um homem, voz grossa pra caramba, sempre tava perto de alguma aluna falando alguma gracinha pra parecer engraçada e vivia piscando pra mim de uma forma estranha quando eu a chamava pra me ajudar em alguma dúvida. Eu já tava por certa que ela era do babado, então qual não foi a minha surpresa, quando eu a adicionei no orkut e ela tinha um namorado!! 00 Cheio de fotos dos dois abraçadinhos, apaixonadinhos. Na boa, nesse caso que vivenciei, ainda acho que é só pra "mamãe ver". Quando acontece esses casos, suponho que a pessoa seja enrustida! Só pode, meu gaydar não me engana... rsrsrs
Ja pensou na possibilidade desse namorado ser uma namoradA, e ela estar só disfarçando pra não pegar mal?
bjos

Anônimo disse...

quando o gaydar apita ou foi ou é ou será...tá de enganação

Miss Gray disse...

Meninas,achei que, depois dessa, o meu gaydar tinha pifado. Mas, percebi que são coisas da vida: um dia a gente tá por cima e, no outro, a gente tá por baixo.
Tenho certeza que ela ainda se arrependerá por não fazer parte do Lado Lézzbico da Força!
Marcia Paula:vou fazer um dramalhão lesbicano! Demorarei para perdoá-la!
Kah R.:se for isso mesmo: meodels! Essa energia toda poderia ser gasta comigo, né?

Anna disse...

NOOOSSA, isso ja aconteceu comigo! eu jurava que ela era do brejo, meu gaydar até concordava, e então ela disse q era hetero. Daí né, lá fui eu toda sem graça pro meu cantinho -QQ
mas ainda acho que ela tem um pezinho perto das sapas -QQQ

adoro quando meu gaydar bêbado me faz passar por essas coisas HSUHASUAS

mallika disse...

Hauahauahua!
PQP isso nunca me aconteceu ontem!
Mas ano passado, teve uma que eu só faltava chamar de "Hey, Dude", "faaala, bolacha!".. aí, chegou com o convite pro casamento.
Fiquei passadérrima!
Me fala, isso é ser bi?
Será???

Anônimo disse...

Iiiii gente, essas coisas realmente acontecem corriqueiramente é comum! Mas, quero relatar um fato bem inusitado que é o oposto do que vcs estão falando; eu tenho uma amiga que é toda patricinha, muito vaidosa, e bem feminina; e pra minha surpresa e detodos os nossos migos em comum a garota é do babado? eu quese tive um enfarto quando soube do fato. Portanto, eu costumo dizer: as aprências enganam de vez enquando. conhecer bem a pessoa primeiro é o mais indicado pra ñ cometer gaf.

T. disse...

haha!
o mesmo aqui...! jurava que uma das meninas do trabalho era do babado (e nada de olhar unhas ou coisa do tipo, pq ela é bem delicada e feminina, mas meu gaydar apita apesar dos não estereotipos) e ela me aparece namorando um cara que trabalha em outro setor!

já uma outra (de quem eu nem desconfiava) acabou me surpreendendo - depois, é claro, de eu ter feito comentários que só quem é do babado entenderia - mas a história tb não termina tão bem... (ela parece sempre estar dando em cima, faz comentários passíveis de interpretação "amorosa", brincou que estava se apaixonando por mim, mas há 3 semanas disse estar namorando), partiu meu coração
=(

Su disse...

Tá acontecendo comigo.
A menina tem todo um jeito, daquelas que jogam futebol e tudo. Sempre rolaram uns rumores também sobre ela.
Mas aí eu descobri que ela é casada e evangélica!!!
E a tonta aqui não perde a esperança!

Miss Gray disse...

Alice, deixa eu fazer um update desse post?
A mocinha do trabalho é de fato Lezz, suuuuuuuper Lezz! Além de eu tê-la encontrado numa balada "florida", o fato foi confirmado por um amigo em comum.
Tá vendo, meu gaydar apita certo!

Anônimo disse...

Eu sou a típica pessoa que tem muito problema com isso, sou muito feminina, uso unha comprida (na maior parte do tempo), ando super minininha, uso bolsa grande e de ombro, só o meu gosto musical que me entrega...
É muito dificil, as pessoas juram que sou a mais hétera. Mas também não quero mudar o meu jeito, adoro ser delicadinha e feminina, mas isso atrapalha muito na hora de encontrar outras mulheres. =/