quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Penetrar pode ser gostoso!


Não. Vocês não irão ler nada sobre o ato sexual... mas sobre coisas loucas que somos capazes de fazer para não ficar em pleno sábado, numa cidade pacata (eufemismo pra roça), vendo PORRA, digo, ZORRA TOTAL.

Em um final de semana completamente atípico, eis que aparece uma festa pra ir, porém, em uma localidade a alguns quilômetros da cidade da minha namorada. Como eu estava sem carro neste meu último translado por lá, recorremos a um amigo nosso, pra saber se ele não descolava uma carona com alguém e, ele, feliz, disse que já ia entrar em contato conosco, pois havia mesmo conseguido uma! Fiquei toda b-a-b-a-d-a...

Na hora combinada, chegamos à casa desse nosso amigo e lá o encontramos puto da vida, pois o "motorista" desistiu da boate e já estava se jogando em uma festa de aniversário de um badalado cabeleireiro da pacata cidade (se é que isso é possível). Meu amigo ficou louco! Uma festinha top, total 0800, cheio de bichas... o que poderia ser pior do que ele não estar lá? Ele não ser amigo do aniversariante, oras! Aí foi aquele desespero... que aumentava cada vez que ele ligava pra alguém e esse alguém dizia que ia pro tal aniversário.

Eu sugeri: "gato, liga pro teu amigo furão e pede pra ele comentar sobre você, que vocês iam pra outro lugar e que agora você tá sem rumo, já que ele está lá e tal... Sem problema, eu e meu bebê voltamos pra casa" (mentiraaaaaaaaaaaa! Eu estava louca pra dançar!). Ele foi um fofo e falou que sem a gente ele não iria a lugar algum e que se não rolasse a festa, a gente ia até mesmo prum bar. E continua o liga pra fulano e o liga pra ciclano, e eu superboiando, porque não sou dali e não conheço ninguém. Minha namorada, apesar de ser nativa daquela região, não conhece muita gente, a não ser pelo nome, já estava jogada, linda de viver, no sofá quase dormindo, quando ele recebe a ligação mais esperada do século, dizendo que além dele, as sapinhas poderiam ir também.

Com muita vergonha, mas acima de tudo, cheios vontade de nos divertir, lá fomos di bunitos! Na chegada, lá estava o aniversariante esperando pra colocar no salão dele, as pessoas que ele não conhecia - eu e minha namorada - e aquele pra quem faz carão sem o mínimo disfarce. Olha, e realmente... que viado mais carudo! Apesar do "boa noite e sejam bem-vindos", ele deixou claro que estava mesmo fazendo uma boa ação. Eu que estava totalmente sem graça, ainda deixei escapar um "obrigada"! Só faltou um "Deus lhe pague"... "Obrigada, meu nobre senhor, por ter nos livrado de mais um sábado entediante! Que Deus lhe pague, viu?" E subimos as escadas correndo, nas esperaça de sumir da vista do marrentinho! Crente que isso seria a única coisa bizarra da noite, tivemos uma surpresa: festa lotada e... só bichas! Eu e meu brotinho rural éramos as únicas meninas (no sentido físico da coisa)! Fomos analisadas por todos os ângulos... Alguns amigos desse nosso amigo vieram todos simpáticos nos cumprimentar, elogiaram, nos serviram... Mas os outros nos viram como verdadeiras inimigas! "Quem são essas intrusas?" ou "Quem são essas transexs?" deve ter rolado adoidado!

Bom, mas já que entramos, agora vamos nos jogar, né? E foi exatamente o que fizemos! E dá-lhe prosecco superfree pra mandar a vergonha ir longe... Eu que já sou fraca pra bebida, depois da quinta taça, já me tornei BFF (best friend forever) da metade da festa e já não pedia ao DJ pra jogar mais fumaça na pista pra camuflar a gente! Fiquei na mão do palhaço, totalmente na garupa do Bozo.

No outro dia, éramos os penetras mais felizes do mundo! O mais hilário é que continuo sem saber quem é quem e meu amigo continua não gostando do aniversariante sisudo (aliás, ele ficou sentado a festa toda). Porém, esse sábado não foi qualquer um, já que dancei horrores, ri horrores, namorei horrores e bebi horrores... e tudo na base da penetração! É verdade... no começo rola mesmo um pânico... mas depois que entra, fica ótimo! E a gente morre de rir!

3 comentários:

Nina disse...

Concordo penetrar pode ser realmente gostoso. Mas no meu caso foi na minha festa de aniversário que penetraram. Mas não fui nem um pouco sisuda e sim a mais simpática. Sendo assim, ganhei 3 novas amigas e agradeço até hj, por minha amiga ter levado aquelas 3 sapas figuraças pra minha festa. Mesmo que isso quase tenha acabado com a minha "identidade secreta" perante a minha família .. hahahaha

Beijos

Brysa L... disse...

A frase preferida do meu irmão que tem até comunidade no orkut: "Penetra não, convidado surpresa!"

»»Luh Kururu«« disse...

Oieee...
Tem mimo pra vc lá no meu cantinho... Espero que goste!

Beijocassss...