segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Lei da Oferta e da Procura

                 
Conversando com a amiga @Lisaeinprosit, ela me contou uma história engraçada: um amigo gay dela havia criado um perfil fake no Facebook e caprichado nos atributos do rapaz. Logo em seguida, alterou o próprio estado civil para “Relacionamento sério” com aquele perfil fake. Sua vida amorosa se agitou da noite para o dia. Como num passe de mágica, vários caras começaram a demonstrar interesse nele depois que viram que ele estava namorando alguém tão interessante.

Depois de 1 mês de falso namoro, ele havia conseguido o que desejava e alterou novamente o status de relacionamento para “Solteiro”. Agora podia escolher qual dos candidatos queria.

Achei a história muito curiosa, até por uma convicção pessoal: se eu descubro que a moça está comprometida, isso funciona para mim como repelente, me afasto logo para evitar confusão. Primeiro porque considero meio cafajeste essa atitude de dar em cima de alguém que esteja namorando. E depois porque acho muito complicada essa tarefa de disputar alguém, e ainda correr o risco de virar amante ou perder a pretendente para a ex em caso de recaída.

Mas parece que nem todo mundo pensa assim. Já ouvi vários casos de homens e mulheres “destruidores de lares” que sentem especial atração por alguém comprometido. Eu realmente não sei o que move estas pessoas, se é a adrenalina de fazer algo proibido, se é o desafio de conquistar alguém com a dose extra de dificuldade de romper um relacionamento, se a pessoa fica mesmo valorizada pelo simples fato de ter alguém... 

E vocês, o que pensam a respeito? Já passaram por isso, em qualquer dos lados? Acham mesmo que a pessoa comprometida acaba se valorizando no mercado amoroso?
                    

13 comentários:

missgray disse...

Pra mim, as comprometidas têm repelente, uma "placa" sinalizadora com um aviso luminoso e sonoro com o dizer "NÃO!". Simples assim.

Escaminha disse...

Já estive nos dois lados na minha época HT.
Acho que o que chama mais atenção é a pura tentação.

Samantha Bastos disse...

Primeiro: Parabéns pelo blog. Segundo: tive que copiar uma parte do seu texto: "...se eu descubro que a moça está comprometida, isso funciona para mim como repelente, me afasto logo para evitar confusão. Primeiro porque considero meio cafajeste essa atitude de dar em cima de alguém que esteja namorando. E depois porque acho muito complicada essa tarefa de disputar alguém, e ainda correr o risco de virar amante ou perder a pretendente para a ex em caso de recaída..."

Alice... Concordo com cada palavra, e também não entendo porque essa loucura de querer alguém só porque está comprometido ou da...rs...
E o engraçado que isso já aconteceu comigo, quando eu estou sozinha, "ninguém" me ligo, mas quando começo a namorar... Aprece que todo mundo, principalmente ex, lembra do número do meu cel...rs...
Mas eu quero ficar bem longe de mocinhas comprometidas... É mais seguro para a minha saúde mental e física...rsrs...

kamila disse...

Olha.. Eu acho interessante esse joguinho de conquista, confesso que gosto do desafio de fazer uma mulher se apaixonar por mim sendo ela comprometida ou não. Mas, também não acho legal "destruir lares" como foi citado no post.. Então é o seguinte: eu faço ela se apaixonar e depois eu sumo. Sim, isso é usar uma pessoa e não faz bem pra ninguém, mas é mais forte do que eu, não consigo evitar.

Afrodite disse...

Também sou contra, eu sem querer uma vez sai com uma pessoa num barzinho sem saber que a garota namorava, me senti tão mau com isso, pois sei bem como é essas coisas, no meu ultimo relacionamento fui trocada por outra.
Não vejo graça alguma em estragar relacionamento dos outros!

Bjs

Anônimo disse...

Já aconteceu de me apaixonar por uma pessoa amiga que conhecia há alguns anos e, sabendo que estava sériamente comprometida, fiquei mais interessada e posteriormente apaixonada...ou será q eu já era quase apaixonada e depois fiquei com medo de perder? Soh sei que pelo fato de saber que poderia perder para uma outra pessoa...ativou mais ainda meu sentimento!

Jac disse...

Olha, eu estando namorando ou não nunca fez muita diferença. Acho que na lesboland os casos de pessoas se apaixonarem por gente comprometida é alheio ao fato dela ser comprometida (you know, já temos tanto drama e dificuldade - não precisamos de mais).

Priscila Barbosa disse...

Acho q as pessoas comprometidas sao valorizadas sim, pq faz a gnt pensar q se ta namorando é uma pessoa séria, q nao gosta de bagunça, a gnt ve o lado romantico dela e talz. Durante o namoro a gnt percebe esse outro lado da pessoa, q qndo era solteira a gnt nao via, nao sabia q existia. Aí pode surgir o interesse. Acho q é isso.

B. disse...

Eu concordo com você, é melhor evitar problema. Mas e quando o problema te procura? Porque é incrível isso, 90% das pessoas que se interessam por mim são comprometidas, devo ter sangue de amante. haha

Rosele Luiza disse...

Eu tô numa situação em que eu conheci uma menina e ela tem namorada e eu já fico com ela a 8 meses. Mas, eu falo uma coisa isso não é bom. Me sinto mal pq detesto enganar pessoas. Só que eu criei um vinculo afetivo o qual tá difícil de me desvincular. Parece q a vida tá me dando uma chance de sair fora dela. Tem uma garota que eu admiro muito e acho que estou me apaixonando por ela. Só que é outra encrenca até onde eu sei ela é HT. :/ Acho que eu tenho um imã pra confusão hahaha''

Anônimo disse...

Isso acontece mesmo. E acho podre. Aconteceu comigo. Na época em que estava solteira, eu parecia invisível nas baladas. Quando estava comprometida e resolvia ir em algum local, nós duas éramos totalmente assediadas. Não sei o que se passa na cabeça das pessoas que fazem isso. Pura cafagestagem mesmo!

oquevocêdeveria disse...

Nossa, só de me imaginar me envolvendo com alguém comprometido já fico tensa.
Sei lá, me ponho no lugar da pessoa traída e isso não é nada legal.
Acho que a frase "não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você" se aplica bem nessa situação.

Dani disse...

Pelo menos no meio feminino gay não acho que "estar namorando" valoriza a criatura no mercado. Eu prefiro uma pessoa solteira, mas tbm n valorizo aquela que pega todas! Saber que tal pessoa é difícil só aumenta o prazer da conquista!