sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Aventuras de compras de Natal

Por confusões de família, fui obrigada a comprar meus presentes de Natal no dia 23, o segundo pior dia para se fazer isso - só não ganha do desespero do 24, onde você entra no clima "matar ou morrer" do comércio antes de ir para a ceia.

Um breve relato da minha saga:

Fui a uma loja de chocolates comprar um presente para meu pai. A mocinha que nos atendeu estava tão estressada, tadinha! Havia caixas e caixas de trufas atrás dela, e eu acho que ficar repetindo aqueles sabores mil vezes ao dia, para cada cliente que entrava, deve tê-la esgotado. Realmente, ficar recitando aquele poema doce de “maracujá, limão, coco, meio amargo, natural e rum” o dia todo deve ser um porre!
Quando perguntei se não havia um saquinho de presente para as trufas, ela respondeu, seca:
- Depois.
Eu deveria ter me aborrecido com a falta de tato, mas acabei ficando com pena dela. Acho que ela precisava mesmo era de um abraço.

________________________________

Minha mãe queria uma sandália de presente. Na mesma loja, eu vi um sapatênis (com trocadilho, por favor!) que gostei, e pedimos à Vendedora que trouxesse ambos no 36 para experimentarmos.
Ela demorou tanto no estoque que fiquei imaginando que os sapatos deveriam estar armazenados em um mundo mágico, feito a toca do coelho da Alice. Eu realmente estava esperando que o Chapeleiro Maluco descesse de lá com os sapatos na cartola. Fiquei muito frustrada quando ela apareceu no alto da escada... Para piorar, veio com a sandália de mamãe com a cor trocada e sem meu sapatênis. Tanta espera para isso?

________________________________

Mamãe se encontrou com uma amiga na galeria, que a abraçou toda efusiva e, olhando para mim, perguntou:
- Sua filha?
A piada era boa DEMAIS para passar em branco. Respondi:
- Minha mãe.
Ela ficou meio puta:
- Claro, é óbvio.
Para se vingar, ela mandou, na lata:
- Qual sua idade?
- 31.
- Você é casada?
Quase respondi, Não, sou lésbica. Mas obviamente me contive e apenas disse, Não, ainda não.
Já é a segunda vez que me perguntam isso essa semana, que falta de assunto! Pergunta se eu falo chinês, se eu dirijo ônibus, se sei consertar bicicletas, se entendo de Física Quântica, se já acabei minhas compras, sei lá, pergunta qualquer coisa! Mas me poupe desse assunto banal, faça-me o favor!

________________________________

Últimos presentes do dia, titia e vovó. Resolvi atacar de O Boticário. Tomei um susto ao entrar na loja: estava bombando de gente, tinha até porteiro controlando o fluxo para a mulherada entrar e sair organizadamente. Pensei com meus botões, Com esse movimento todo, vamos ter gente limpinha e cheirosa até o Carnaval!

________________________________

E hoje é dia de ceia em família, que maravilha! Dia de passar raiva caprichando no presente do amigo oculto e ganhando porcaria; de ouvir pela enésima vez sua avó te perguntar se você não tem um “namoradinho” e ter que dar as mesmas respostas bobas – “trabalho/falta de tempo/não achei o cara certo ainda” – de sempre; de morrer de raiva porque sua irmã pode levar o namorado para a ceia e você não; de agüentar seus primos casados falando de filhos enquanto você fica muda, entre outras coisas.
Mas se é para celebrar o aniversário de Cristo, então pratique o amor fraterno e tenha paciência com os parentes, é só por uma noite e passa rápido!

Feliz Natal, leitoras!

15 comentários:

Miss X disse...

Hahahahaha
É EXATAMENTE assim, passei por praticamente todas estas situações. Só para a 1ª dama foram 3 presentes: aniversário de namoro, aniversário e natal, então pensa o sufoco. Sem contar 2 pro papai, o da mamãe, o da amiga, o da irmã/cunhado, o do amigo secreto...
Meu cartão de crédito tá até gasto rs
BUT, feliz natal pra vc, viu?! =)
Que sejamos fortes pra tds essas situações que só esta data do ano nos proporciona...

Bjs e boas festas!

Anônimo disse...

31? opa! passa msn, pode ser? hehehe sempre venho por aqui! Tudo de bom pra ti

Alice disse...

Gente, olha isso, uma cantada natalina! Ahahahah!

Priscila Barbosa disse...

A parte de comprar presente é sempre chata, seja q dia for.
Minha familia td sabe de mim e me aceita, mas infelizmente a namorada vai passar la cm a familia dela, cada uma na sua casa.
Bom, desejo um bom natal pra vc, q pelo menos a ceia compense tudo isso!
Beijos

Anônimo disse...

uai, faltou me dizer o msn :( ... cantada #fail...
Adoro seu jeito de escrever e seu humor. Bjo

Ana disse...

Adoreei o post!
Feliz Natal
Beijos

*el*rio* disse...

total verdade... e esse ano estou total sem vontade de natal.. juro que se aparecesse gente gritando vamos sair, saia correndo rs.. mais pelo menos esse dia vamos passar com familia..rs..

bjs

*Patrícia disse...

Nossa com tanta situação em comum, me pergunto se vc não estava me perseguindo por ae...rsrsrs
Enfim como diz a Miss "que sejamos fortes pra tds essas situações que só esta data do ano nos proporciona..." Bjs

Samara disse...

FELIZ NATAL!!!!

Escaminha disse...

Coragem amiga...só com muita coragem pra aguenatr esse dia...
Eu que já não gosto muito de natal, sempre fico trsite por ver sempre a situação dos meus irmãos com as suas respectivas e eu sozinha...pelo menos eu não ouço a tal pergunta, pq quase todos sabem da minha mulher...a merda é na casa dela...aela sim é que sofre...

Mas tu tá chique hein...cantadinha nos comentários!

Anônimo disse...

olá... tirando esse estresse todo de natal q é inevitável, venho aki compartinhar o msm sentimento q vc: 31 anos e os aborrecimentos q essas perguntas cretinas filhos/namorado/casamento nos causam. já tenho uma resposta pronta: o dia q eu arrumar um homem q ganhe mais do q eu, eu caso. não to a fim de sustentar ng... rsrs

bom, feliz natal, anyway!

lucy in the sky

Dalyn disse...

Nossa, dia 23 sair comprar presente?
Suicida, hahahaha.
Pô, ceia em família é sempre assim né?

Jacoline disse...

Próxima vez que te perguntarem se já casou, responde: e já pode?!

;)

Anônimo disse...

31 anos?
Seu humor deve ficar no formol, poderia jurar que vc tem menos de 20 anos. Ah, isso quis ser um elogio.
Beijo
Dani

Alice disse...

Dani, você ainda não viu nada! Sou uma palhaça mesmo, e - para o deboche - não tenho cabeça de 31!