segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A Sapa e a Formiga


Era uma vez uma Sapa cantante, que passava todo o verão em bares lésbicos, tocando violão e cantando MPB. Levava uma vida boêmia, tomando breja e seduzindo girinas. Não se preocupava com o futuro, pois queria viver intensamente aquela rotina de prazeres fugazes.

Chegava em casa com o sol nascendo, e ia dormir quando todos acordavam para trabalhar. Passava todos os dias em frente ao formigueiro, e era sempre repreendida pela Formiga:
- Você não se cansa dessa vida promíscua e vazia, sem compromisso com o futuro?
- Deixe de ser tão responsável, Formiga! Você trabalha demais e se diverte pouco! Você devia sair comigo qualquer noite dessas, dizia a Sapa em tom matreiro, dando uma piscadinha de olho para a Formiga (que não era de se jogar fora).

Então chegou o inverno e os bares se esvaziaram. Os bichos se recolheram em suas tocas e a vida noturna esfriou. E a Sapa não tinha mais onde cantar, e faltou dinheiro de cachê para comprar cerveja e o jantar.
Então a Sapa bateu à porta da Formiga:
- Formiga, me ajude! Estou sem bar para tocar e minha geladeira não tem mais breja!
- Você deveria ter ouvido meus conselhos, Sapa! A vida não é feita só de mulheres e bebida. Mas vou te ajudar, porque você é uma sapa talentosa.

A Formiga, influente que era, entrou em contato com gravadoras mil, e enviou vários demos da Sapa. Um produtor gostou do que ouviu, e achou que aquela voz macia merecia uma chance.
Logo a Sapa estourava na parada de sucessos e tinha música tocando na novela das 7. E a Formiga deixava seu trabalho no formigueiro para se dedicar à vida de empresária da Sapa.

As girinas voavam em cima da Sapa nos shows, mas ela não queria mais aqueles amores de uma noite só. Queria mesmo a Formiga, que a havia tirado da vida boêmia e valorizado seu talento.

Então a Sapa criou coragem e se declarou. E descobriu que a Formiga se apaixonara bem antes, quando a ouvira cantar docemente no estúdio. E as duas viveram felizes para sempre, morando em uma mansão enorme com uma geladeira duplex que nunca ficava sem cerveja.

13 comentários:

Crisão disse...

Rááaa... boa!

Ucha disse...

husahsuahsuahsua..... sem comentários... XD

Escaminha disse...

Digno de um romance sapatístico!

Jac disse...

Fiquei curiosa... Isso foi baseado em fatos reais? xD

Miss X disse...

Tem sempre uma formiga pra salvar as sapas da vida boêmia. Ainda bem!

Akee Yasu disse...

VIVA as Formigas que convertem as Shane's em Sapas de BEM! -kkk
Texto Show como sempre!

Dalyn disse...

Viva a vida com cerveja!
Hahahahaha

Yasmin disse...

HUhauhUHAUh, achei fofo!

FANNY disse...

axei muito divertido seu texto e a ideia do trocadilho com a formiga e a sapa foi otima

Anônimo disse...

Adorei o post.

Shirlei Romano disse...

Que graçinha! Fiquei com dó só das gatinhas que a Sapa havia conquistado, perderam "uma Don Juan" de primeira!

J.e.L disse...

Bom, ainda bem que eu encontrei minha formiga bem antes do inverno! hehehe

beijos

mari disse...

hahahhhahah.. chorei com essa historia.. mto boa